menu

Topo
Blog da Cintia Cercato

Blog da Cintia Cercato

Categorias

Histórico

Como saber se o seu metabolismo está lento?

Cintia Cercato

2022-02-20T19:04:00

22/02/2019 04h00

Você come pouco e não emagrece? Será que é culpa do metabolismo lento? | Crédito: iStock

Muitas pessoas se queixam que apesar de não estarem comendo mais calorias que o usual continuam ganhando peso. Também há pessoas que relatam comer pouco e não conseguem emagrecer. Nesses casos, logo aparece a dúvida: "será problema de metabolismo?"

Pra começar esse assunto, você sabe o que é metabolismo? É o conjunto de processos químicos que ocorrem no nosso corpo para nos manter vivos. Em outras palavras, é a quantidade de energia que o nosso corpo gasta para funcionar. Seja na respiração, ou o coração batendo, ou os rins filtrando o sangue – tudo isso acontece por que reações químicas que consomem oxigênio estão acontecendo em cada uma de nossas células. Claro que quando nos exercitamos, nosso corpo gasta mais energia. Pois os músculos consomem mais oxigênio, o coração bate mais vezes, enfim, muitas coisas mudam em relação ao repouso. Comer também aumenta o metabolismo por algumas horas, pois o alimento precisa ser digerido, absorvido e estocado no corpo.

Mas quando estamos em jejum, deitados, sem fazer nada de atividade física, a energia que o corpo consome para manter-se funcionando corresponde a 60% da energia gasta no dia, e é conhecida como metabolismo de repouso. O fato é que existem pessoas que gastam muito pouca energia, e tem o chamado "metabolismo lento", sem ter nenhuma doença que justifique isso, como o famoso hipotireoidismo. Alguns fatores podem ter influência, sendo a genética um dos mais importantes.

Mas como saber se o metabolismo está mais lento do que deveria? Do ponto de vista clínico, desconfiamos dessa condição, quando uma pessoa está comendo bem pouco e não emagrece. E ao contrário do que muita gente pensa, não é mentira. E uma forma de confirmar que o metabolismo está devagar é através de exames. Não é fácil avaliar o metabolismo como um todo, pois esses exames são complexos, caros e usados apenas em pesquisa. Mas é possível medir o metabolismo de repouso, através de um exame chamado calorimetria indireta, que é bem mais prático e disponível na prática clínica. Esse exame avalia o gasto de energia a partir de trocas gasosas do organismo, já que cada reação química que acontece nas células consome oxigênio e gera gás carbônico.

E se a pessoa tiver o tal metabolismo lento, o que fazer? A melhor saída é entender que precisa gastar mais energia com atividade física. Não apenas aquela planejada na academia, mas aproveitar todas as oportunidades para colocar o corpo pra trabalhar, como subir escadas, levantar-se várias vezes e andar mais. Assim, será possível compensar a menor energia gasta no repouso.

Sobre a autora

Cintia Cercato é médica endocrinologista pela USP (Universidade de São Paulo), que se dedica à obesidade desde que defendeu doutorado nessa área em 2004. É a professora responsável por essa disciplina na pós-graduação da Faculdade de Medicina da USP, onde desenvolve várias pesquisas sobre o tema. Foi presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) e atualmente é diretora do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
- Site: www.cintiacercato.com.br
- Facebook: https://www.facebook.com/dracintiacercato/
- Instagram: https://www.instagram.com/cintiacercato/
- Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCbLI7AXyq3G2pyNDEL7zuvg

Sobre o blog

Este é um espaço com conteúdos relevantes sobre controle do peso, dieta, estilo de vida e tratamento da obesidade. Todas as publicações têm como base a melhor evidência científica disponível, garantindo informações de credibilidade.