Topo
Blog da Cintia Cercato

Blog da Cintia Cercato

Categorias

Histórico

Quais cuidados é preciso tomar na gravidez após uma cirurgia bariátrica

Cintia Cercato

23/08/2019 04h00

Crédito: iStock

Cuidar do peso é muito importante para aquelas mulheres que pretendem engravidar. A obesidade durante a gestação traz consigo uma maior chance de complicações como o diabetes gestacional, pressão alta e eclampsia, por isso, o ideal é que o controle do peso aconteça bem antes da gravidez.

A cirurgia bariátrica é um tratamento reconhecido para pessoas com obesidade grave e estatísticas mostram que mais da metade dos procedimentos cirúrgicos são realizados em mulheres em idade fértil. Logo após a cirurgia existe a recomendação de se evitar uma gestação até que a perda de peso se estabilize e isso costuma acontecer após 12 a 18 meses. É importante lembrar que após a cirurgia ocorre um aumento da fertilidade e as mulheres devem conversar com seus médicos sobre anticoncepção, uma vez que alguns métodos utilizados para evitar a gravidez podem ter sua eficácia comprometida pelo procedimento cirúrgico.

Muitas mulheres perguntam se é seguro engravidar após a realização da cirurgia bariátrica. As pesquisas indicam que após o período recomendado existem benefícios com o a perda de peso induzida pelo procedimento. Muitos estudos demonstraram uma chance bem menor de desenvolver diabetes gestacional, bem como hipertensão e eclampsia. Por outro lado, as mulheres que fazem cirurgia bariátrica podem ter deficiências de vitaminas e minerais que podem ter impacto na saúde fetal. Por exemplo, deficiências de folato podem favorecer defeitos congênitos de tubo neural. Uma nutrição materna inadequada pode favorecer um menor desenvolvimento fetal, além de maior risco de parto prematuro, o que impacta diretamente na saúde do bebê ao nascer.

Assim é fundamental que mulheres que pretendem engravidar após a cirurgia realizem uma avaliação detalhada do estado nutricional pelo menos três meses antes da gestação, para que as principais vitaminas e minerais sejam adequadamente repostos. Durante a gravidez, as mulheres precisam acompanhar como estão os níveis de alguns micronutrientes. Outro ponto importante é como está a taxa de ganho de peso da mãe, bem como o crescimento fetal. Em alguns casos pode ser necessário o uso de suplementos nutricionais ou mesmo uma nutrição mais ativa, particularmente nas mães que têm muito enjoo e não conseguem se alimentar adequadamente.

Em relação a amamentação existem poucas pesquisas, mas não parece existir um comprometimento da qualidade do leite materno após a cirurgia e as mulheres devem ser estimuladas a amamentar seus filhos. No entanto, a suplementação de vitaminas nessa fase deve ser também intensificada.

Assim, para uma gestação segura após a cirurgia bariátrica, é preciso planejar o melhor momento, fazer uma análise detalhada do estado nutricional da mãe, realizar a reposição de vitaminas e minerais e avaliar o crescimento do feto. Estar próxima a equipe de saúde é fundamental.

Referência bibliográfica:
– Pregnancy after bariatric surgery: Consensus recommendations for periconception, antenatal and postnatal care. Obes Rev. 2019 Aug 16.

Sobre a autora

Cintia Cercato é médica endocrinologista pela USP (Universidade de São Paulo), que se dedica à obesidade desde que defendeu doutorado nessa área em 2004. É a professora responsável por essa disciplina na pós-graduação da Faculdade de Medicina da USP, onde desenvolve várias pesquisas sobre o tema. Foi presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) e atualmente é diretora do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
- Site: www.cintiacercato.com.br
- Facebook: https://www.facebook.com/dracintiacercato/
- Instagram: https://www.instagram.com/cintiacercato/
- Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCbLI7AXyq3G2pyNDEL7zuvg

Sobre o blog

Este é um espaço com conteúdos relevantes sobre controle do peso, dieta, estilo de vida e tratamento da obesidade. Todas as publicações têm como base a melhor evidência científica disponível, garantindo informações de credibilidade.