Topo

Histórico

Categorias

Praticar ioga melhora a glicemia e pode retardar o aparecimento de diabetes

Cintia Cercato

01/11/2019 04h00

Crédito: iStock

O diabetes mellitus tipo II é uma doença crônica caracterizada pelo aumento do nível de açúcar no sangue (glicemia), devido a uma condição progressiva na qual o corpo se torna resistente aos efeitos típicos da insulina (hormônio produzido pelo pâncreas). Uma etapa anterior ao diabetes é conhecida como pré-diabetes, na qual já existe discreta elevação da glicemia e seus portadores têm uma chance muito grande de evoluir para diabetes em poucos anos.

Muitos estudos têm se dedicado a avaliar possíveis intervenções que possam retardar a progressão desse estágio de pré-diabetes para diabetes e sabemos que ter um estilo de vida sedentário e hábitos alimentares não saudáveis, além de altos níveis de estresse, pode acelerar o desenvolvimento da doença. Pesquisadores têm valorizado muito o efeito do estresse no desenvolvimento de doenças crônicas, e o combate ao estresse tem sido alvo de muitas pesquisas atuais.

Uma intervenção que auxilia o combate ao estresse é a prática de ioga –prática essa que se originou na Índia há mais de 5000 anos, como uma forma tradicional de treinamento da mente e do corpo. Pesquisas anteriores já demonstraram que o ioga melhora os níveis de glicose, a sensibilidade à ação da insulina e a qualidade de vida em portadores de diabetes.

A novidade é que acabou de ser publicada uma importante revisão no periódico PLoS One sobre os benefícios da prática de ioga em portadores de pré-diabetes. Os autores da pesquisa buscaram responder algumas questões, utilizando a melhor evidência disponível sobre o tema.  A principal delas foi saber se a prática de ioga atrasa ou impede a progressão do diabetes em uma população pré-diabética. O resultado, após a análise detalhada de 14 estudos com portadores de pré-diabetes, mostrou que praticar ioga melhorou a glicemia em jejum e o perfil de colesterol e triglicérides, além da pressão arterial, podendo ser considerada como uma intervenção com potencial de retardar o aparecimento do diabetes em população de alto risco.

Não resta dúvida que o estresse favorece o desenvolvimento de doenças crônicas e que buscar alternativas que aliviam seus efeitos é útil para ter uma boa saúde. Aproveite e reflita o que tem feito para buscar mais equilíbrio num mundo com tantos fatores estressores.

Referência bibliográfica:
The effect of yoga practice on glycemic control and other health parameters in the prediabetic state: A systematic review and meta-analysis. Ramya RamamoorthiI, Daniel Gahreman, Timothy Skinner, Simon Moss. PLoS One 2019 Oct 16;14(10):e0221067.

Sobre a autora

Cintia Cercato é médica endocrinologista pela USP (Universidade de São Paulo), que se dedica à obesidade desde que defendeu doutorado nessa área em 2004. É a professora responsável por essa disciplina na pós-graduação da Faculdade de Medicina da USP, onde desenvolve várias pesquisas sobre o tema. Foi presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) e atualmente é diretora do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
- Site: www.cintiacercato.com.br
- Facebook: https://www.facebook.com/dracintiacercato/
- Instagram: https://www.instagram.com/cintiacercato/
- Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCbLI7AXyq3G2pyNDEL7zuvg

Sobre o blog

Este é um espaço com conteúdos relevantes sobre controle do peso, dieta, estilo de vida e tratamento da obesidade. Todas as publicações têm como base a melhor evidência científica disponível, garantindo informações de credibilidade.

Blog da Cintia Cercato