Topo

Histórico

Categorias

Dicas que ajudam você a perder peso mais facilmente após o parto

Cintia Cercato

15/11/2019 04h00

Crédito: iStock

O ganho de peso durante a gravidez representa um risco para retenção de peso no pós-parto precoce, mas também pode levar ao maior risco de obesidade nos próximos anos.

Uma revisão de vários estudos indicou que mulheres que ganharam mais peso do que o recomendado durante a gestação pesavam, em média, 4,7 kg a mais do que aquelas mulheres que ganharam o peso adequado. O ganho de peso acima do recomendado pode ocorrer em até 75% das mulheres que já engravidam com excesso de peso e em até 40% daquelas mulheres que iniciam a gestação com o peso normal.

E quanto peso uma gestante deve ganhar? Isso depende do índice de massa corpórea da mulher logo antes de engravidar. Se o IMC está abaixo do normal (< 18,5 Kg/m2) a mulher deve ganhar de 12,5 kg a 18 kg na gestação. Se o IMC está normal (18,5 a 24,9 kg/m2) recomenda-se um ganho de 11,5 kg a 16 kg. Já mulheres com sobrepeso (25 a 29,9 kg/m2) devem ganhar de 7 kg a 11,5 kg e as mulheres que engravidam com obesidade (≥ 30 kg/m2) devem ganhar de 5 kg a 9 kg apenas.

Não é uma fase fácil… Noites mal dormidas e toda a atenção dispensada ao bebê fazem com que muitas mulheres descuidem da alimentação e acabem retendo muito peso.  No período pós-parto é muito importante que as mulheres tentem voltar ao peso pré-gestacional, mas nenhuma dieta radical é recomendada. A perda de peso deve ser gradual e aliada a uma alimentação saudável. O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas define perda de peso saudável como uma redução de meio a um quilo por semana.

Veja algumas dicas que podem ajudar a perder peso nessa fase –é importante buscar profissionais de saúde para uma orientação segura e individualizada.

  • Amamente! Não há dúvidas de que o leite materno é o alimento ideal para o bebê. É rico em anticorpos e nutrientes que garantem um bom desenvolvimento do sistema imune do recém-nascido. Mas amamentar também traz benefícios para a mamãe. Pesquisas indicam que mulheres que realizaram aleitamento exclusivo nos três primeiros meses tiveram menor retenção de peso. A amamentação promove um gasto de 500 calorias a mais por dia!
  • Evite alimentos ultraprocessados Devido à correria e cansaço, é comum que algumas mulheres acabem recorrendo a alimentos prontos e de baixo valor nutricional. Pesquisas com gestantes demonstram que o consumo de tais alimentos está associado a maior retenção de peso no pós-parto.
  • Consuma alimentos ricos em fibras As fibras reduzem a absorção de gordura e podem retardar o esvaziamento do estômago, aumentando a saciedade.
  • Retome gradualmente a atividade física após o parto O colégio americano de obstetras e ginecologistas recomenda atividade física em todas as fases da vida, incluindo durante e após a gestação. Converse com seu obstetra!

Sobre a autora

Cintia Cercato é médica endocrinologista pela USP (Universidade de São Paulo), que se dedica à obesidade desde que defendeu doutorado nessa área em 2004. É a professora responsável por essa disciplina na pós-graduação da Faculdade de Medicina da USP, onde desenvolve várias pesquisas sobre o tema. Foi presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) e atualmente é diretora do departamento de obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
- Site: www.cintiacercato.com.br
- Facebook: https://www.facebook.com/dracintiacercato/
- Instagram: https://www.instagram.com/cintiacercato/
- Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCbLI7AXyq3G2pyNDEL7zuvg

Sobre o blog

Este é um espaço com conteúdos relevantes sobre controle do peso, dieta, estilo de vida e tratamento da obesidade. Todas as publicações têm como base a melhor evidência científica disponível, garantindo informações de credibilidade.

Blog da Cintia Cercato